Publicado en PORTUGUESE CLASS FOR FOREIGNS

MÚSICA O BARQUINHO. FAÇA UM BARQUINHO!

O Barquinho

Toquinho

Dia de luz, festa de sol
E o barquinho a deslizar
No macio azul do mar
Tudo é verão, o amor se faz
Num barquinho pelo mar
Desliza sem parar…
Sem intenção, nossa canção
Vai saindo desse mar e o sol
Beija o barco e luz
Dias tão azuis
Volta do mar, desmaia o sol
E o barquinho a deslizar
E a vontade é de cantar
Céu tão azul, ilhas do sul
O barquinho é o coração
Deslizando na canção
Tudo isso é paz, tudo isso traz
Uma calma de verão
E então
O barquinho vai, a tardinha cai
O barquinho vai, a tardinha cai

Como Fazer um Barco de Papel?

Fazer um barco de papel é uma atividade fácil e com pouca exigência de materiais. A beleza está no fato de que você só precisa de uma folha de papel para completar a tarefa! Ao dobrá-la com vincos mais definidos e moldá-la no formato do barco, você conseguirá resultados incríveis dentro de poucos minutos.

Portal do Professor - Dobrando e contando histórias

Agora é a sua vez! Faça seu barquinho e envie foto ao seu professor!

Veja estes exemplos:

Poemas…

Palavras…

No teu barco da vida:
Quantos portos de partida?
Quantos portos de chegada?
Quantas guerras travadas?
Quantos rumos desviados!
E quantos reencontrados!

Ainda me lembro quando começas-te a viagem,
zarpas-te em direcção ao futuro,
Num barco novo,acabadinho de sair do estaleiro,
Là onde tudo começa.

O mar sereno,
Tal qual a tua alma
O sol brilhava no seu explendor
Os passaros embelezavam os teus mastros
o seu chilrear toava nos teus ouvidos
como uma cantiga de embalar.
Levavas contigo
todos os sonhos do mundo,
O vento como esperança
Os passaros como companheiros
e as estrelas,como guias.

Nos primeiros mares navegados
a calmaria era uma constante,
viajavas nos teus sonhos
calmamente saboreando as caricias da brisa
e a plenitude das noites de luar.

Um dia,as estações alteraram-se,
O mau tempo e as intempéries
começaram a mudar o teu rumo.
Ao leme do teu barco,
não compreendias porque
Porque mudar de rumo?
Mas o tempo foi implacável
e mudou-te completamente o rumo.
Do barco da tua vida.

Perdeste-te algures num oceano
desconhecido.
Andas-te solitaria
a deriva
sem rumo.
Valeram-te as estrelas guias
Que lá no céu
guiam os navios perdidos
E conduziram-te a porto seguro.

Ancoras-te em terra firme,
num pais tão bonito e tão calmo.
Foi a tua melhor
e mais serena estadia em terra.
Enches-te o teu barco
de saber
conhecimentos
carinho
amizades
amores.

Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=65527 © Luso-Poemas

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Salir /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Salir /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Salir /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Salir /  Cambiar )

Conectando a %s

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios .