Publicado en Aula de língua Portuguesa 7ºano, Aula de língua Portuguesa 8ºano, AULA DE PORTUGUÊS

Como escrever para a Rainha Elizabeth

Clique e acesse às regras

Publicado en Aula de língua Portuguesa 7ºano, Aula de língua Portuguesa 8ºano, AULA DE PORTUGUÊS

ATIVIDADES SOBRE DISCURSO DIRETO E INDIRETO

PARA PRATICAR:

Publicado en 1º Estágio Nível 1, 2º Estágio Nível 1, 3º Estágio Nível 1, 4º Estágio Nível 2, 5º e 6º Estágio Nível 2

Libro Celebrar el cumpleaños en España

Publicado en 3º Estágio Nível 1, 4º Estágio Nível 2, 5º e 6º Estágio Nível 2

PRUEBAS EN ESPAÑOL

acentos/tilde/futuro/contextos

DELE B1

Publicado en 1º Estágio Nível 1, 2º Estágio Nível 1, 3º Estágio Nível 1, 4º Estágio Nível 2, 5º e 6º Estágio Nível 2

Película Las locuras del emperador

Descarga la evaluación a continuación.

Publicado en 3º Estágio Nível 1, 4º Estágio Nível 2, 5º e 6º Estágio Nível 2, AULA DE LÍNGUAS

En el restaurante

Diálogo en un restaurante.

¡Camarero! ¡Por favor!

(Garçom! Por favor!)

Camarero:
¿Qué va a tomar?
(O que vai comer?)

Você: De primero, una sopa y, de segundo un filete, poco hecho.
(Primeiramente, uma sopa e depois um bife, mal passado.)

Camarero: ¿Y para beber?
(E de beber?)
Você: Agua mineral sin gas.
(Água mineral sem gás.)
Camarero: ¿Qué tomará de postre?
(O que deseja para a sobremesa?)

Você: Un helado de chocolate, por favor.
(Um sorvete de chocolate, por favor.)

OBJETOS DE LA MESA

ACTIVIDAD

Actividad de escucha

1- Visiona el video

  1. ______ un anhelo  en       ____   más profundo de nuestro ser         de pertenecer 
  2. Tiene, lo
  3. Hay, el
  • La ____________ de que en  algún lugar  hay una mesa donde nos juntamos a  gusto  con ____________ mismos.
  • Esperanza, nosotros
  • Crianza, vosotros

3 – _____________  no tenemos que escondernos o guardarnos nuestros _____________

a)  a dónde, segredos

b) Dónde, secretos

“La ___________tiene que estar finamente picada. Les sugiero ponerse un pequeño ___________de cebolla en la mollera con el fin de evitar el molesto lagrimeo que se produce cuando uno la está _____________. Lo malo de ____________ cuando uno pica cebolla no es el simple hecho de llorar, sino que a veces uno ___________, como quien dice, se pica, y ya no puede parar. No sé si a ustedes les ha pasado pero a mí la mera verdad sí. Infinidad de veces. __________decía que era porque yo soy igual de sensible a la cebolla que Tita, mi tía abuela.


desde que estaba en el vientre materno lloraba, lloraba _________mi abuela picaba _______________.

(…) ; su llanto era tan fuerte que Nacha, la cocinera de la casa, que era medio sorda, lo escuchaba sin esforzarse. Un día los sollozos fueron tan fuertes que provocaron que el parto se adelantara. Y sin que mi bisabuela pudiera decir ni pío, Tita arribó a este mundo prematuramente, sobre la mesa de la cocina, entre los olores de una sopa de fideos que estaba cocinando, los del tomillo, el laurel, el cilantro, el de la leche hervida, el de los ajos y,
por supuesto, el de la cebolla.”

Esta cita es de la novela “Como agua para chocolate” fue escrita por Laura Esquivel y publicada en 1989. Trata acerca de la vida de una mujer, sus amoríos y la relación con su familia, todo relacionado con la importancia de la cocina y las recetas típicas mexicanas de la época en que está ambientada su vida. Super recomendado, más para los amantes de la gastronomía ❤

Publicado en Aula de língua Portuguesa 7ºano, Aula de língua Portuguesa 8ºano, PORTUGUESE CLASS FOR FOREIGNS

Verbos

Exercícios sobre verbos no modo indicativo

1. Reescreva o texto a seguir, empregando no modo indicativo e nos tempos solicitados os verbos que estão entre parênteses. Faça a concordância do verbo com o sujeito em número e pessoa, de acordo com o contexto. 

Dança da chuva 

Você (acreditar – presente) na dança da chuva? Em 1998, o Estado de Roraima (ter – pretérito perfeito) quase 1/4 de seu território queimado por causa de uma seca que já (durar-pretérito imperfeito) 3 meses. Depois de frustradas tentativas de apagar o fogo, o governo (decidir – pretérito perfeito) recorrer à crendice popular. Dois índios caiapós, Kuerit e Mantii, (ser – pretérito perfeito) levados do Mato Grosso até Boa Vista para executar a dança da chuva. As passagens e o hotel (ser – pretérito perfeito) pagos pela Funai. Os pajés (dançar – pretérito perfeito) durante 40 minutos, às margens do rio Curupira, pedindo chuva ao espírito de um antepassado. Para surpresa geral, a chuva (vir – pretérito perfeito) e (apagar – pretérito perfeito) a maior parte dos focos de incêndio. 

(Marcelo Duarte. O guia dos curiosos: Brasil . São Paulo: Cia. das Letras, 1999. p. 44.)


2. 
Sublinhe a forma verbal adequada. 

a) A meninada (saiu/saíram) correndo na hora do intervalo. 
b) Durante o vendaval (caiu/caíram) todas as folhas da mangueira. 
c) (É/Sou) sempre eu que levo a culpa. 
d) Os Estados Unidos (fica/ficam) na América do Norte. 
e) Já (chegou/chegaram) os livros que a Janíce encomendou. 
f) (Faz/Fazem) parte do elenco a mãe, o pai e a filha. 
g) Hoje (é/sou) eu que leio o texto. 
h) Oba! Amanhã (começa/começam) as férias.

1. Observe a imagem e responda as perguntas que seguem:
a) Qual o assunto tratado neste texto?
b) Quantos verbos esse texto apresenta no geral, contando desde o título até a última palavra?
c) A expressão “VAI CAIR” presente na imagem poderia ser substituída por apenas um verbo e matéria o mesmo sentido. Que verbo seria esse?
d) Os verbos COPIAR, DEIXAR, CAIR, SER, e REPETIR estão em que forma verbal nesta imagem?
e) Na pergunta: “Por que o senhor nunca FALTA?” A palavra m destaque está em que modo verbal?
2. Complete a letra da música com os verbos que estão faltando:

NA HORA DA RAIVA
HENRIQUE E JULIANO

Encontrei,
Uma caixinha cheia de relatos
Um monte de documentos tão falsos
Nossas vidas…
Em minhas mãos agora
Tá cada parte dessa nossa história
E eu não sei se eu rasgo
Ou jogo fora
E o que é que eu faço agora?
Cometi
A loucura de nossas fotos _________
E uma por uma eu vou ter que _______
Mas foi na hora da raiva
Na hora, na hora da raiva
Naquele segundo
Eu pensei que até te ________
Mas respirei fundo
E vi que eu te __________
Mas _____ na hora da raiva
Na hora, na hora da raiva.

3. Ainda sobre a música acima, responda:
a) Por que o sujeito da música comete tal ato?
b) Como ele fica depois desse ato?
c) Retire dessa música dois verbos na forma de infinitivo.
d) Retire dessa música dois verbos no modo indicativo.
f) Retire dessa música dois verbos no tempo passado.


4. Leia o texto abaixo e circule todos os verbos presentes:
Joãozinho voltou da aula de catecismo e perguntou ao pai: – Pai, porque quando Jesus ressuscitou, apareceu primeiro para as mulheres e não para os homens? – Sei não, meu filho! Vai ver que é porque ele queria que a notícia se espalhasse mais depressa!


5. Grife os verbos das frases abaixo.
a) Choveu muito ontem.

b) Faz frio.c) Não arrumamos o quarto.d) Talvez eu experimente desse sorvete.e) Abra essa porta garoto!f) Toquem a viola e dancem.

g) Resolveremos as atividades após o jantar.h) Gritamos muito

.h) Ah! se meu time vencesse…i) Não jogue lixo nas ruas. 


6. Complete as frases de acordo com os verbos entre parênteses e os tempos pedidos.
a) Preciso passar no vestibular, por isso………….muito. (estudar – futuro).

b) ……………boas lembranças da minha infância. (ter – presente).

c) Marcela e Bruna……………….ao cinema ontem. (ir – pretérito perfeito).

d) Nesta vida…………….o que plantamos. (colher – presente).

e) Pedro………………futebol muito bem se tiver oportunidade. (jogar – futuro).f) Os homens……………….viola durante a serenata. (tocar – futuro).

g) O aluno………………um prêmio ao final do semestre. (ganhar – presente).

h) A menina………………alto durante as aulas. (falar – pretérito imperfeito).

7. Preencha os espaços em branco com as palavras dadas. 
CONTRATARÃO – CONTRATARAM – DISPUTARÃO – JOGARÃO – JOGARAM – JOGARAM – JOGAREM – SERÃO
a) Ontem, os alunos da minha equipe …………. bem.b) Depois de amanhã, a 1ª e a 2ª turma ……………….. a taça final.c) terão de estar muito concentrados para ……………………. bem. d) Caso contrário, os desafios ……………… inglórios.e) Os clubes portugueses …………………….. muitos jogadores estrangeiros, o que é pena.f) Se os nossos jogadores não se preocuparem convenientemente, dentro de pouco ……………….muitos mais. g) No Maracanã foram, sobretudo, os turistas que ………………. bem no futebol. h) Com o tempo e a prática, os portugueses ……………… tão bem como eles.


8. Transformem as locuções verbais destacadas em apenas um verbo.
a)Vou estudar bastante hoje. 

b)Meu cãozinho é amado por todos da família. 

 c)Tenho de ajudar minha mãe nas tarefas da casa. d)Quando cheguei, o professor ia saindo.e)Vamos viajar nestas férias. 

f)No céu, as estrelas pareciam brilhar como nunca.

 g)Ia caminhando sozinho quando avistei você. 

h)Quando meus amigos foram embora, continuei jogando.

QUESTÕES OBJETIVAS

Fonte: http://professorjeanrodrigues.blogspot.com/2018/10/atividade-sobre-classe-de-verbos.html

Leia o texto a seguir:
MORREU DE CONFUSÃO (CARTA DE UM SUICIDA)
Foi encontrada no bolso de um suicida, em Maceió, a seguinte carta:
“Ilmo. Sr. Delegado de Polícia:
Não culpe ninguém pela minha morte. Deixei esta vida porque, um dia mais que eu vivesse, acabaria morrendo louco. Explico-lhe, Sr. Delegado: tive a desdita de casar-me com uma viúva, a qual tinha uma filha. Se eu soubesse disso, jamais teria me casado.Meu pai, para maior desgraça, era viúvo, e quis a fatalidade que ele se enamorasse e casasse com a filha de minha mulher. Resultou daí que minha mulher tornou-se sogra de meu pai. Minha enteada ficou sendo minha mãe, e meu pai era, ao mesmo tempo, meu genro. Após algum tempo, minha filha trouxe ao mundo um menino, que veio a ser meu irmão, porém neto de minha mulher, de maneira que fiquei sendo avô de meu irmão. Com o decorrer do tempo, minha mulher também deu à luz um menino que, como irmão de minha mãe, era cunhado de meu pai e tio de seu filho, passando minha mulher a ser nora de sua própria filha.Eu, Sr. Delegado, fiquei sendo pai de minha mãe, tornando-me irmão de meu pai e de meus filhos, e minha mulher ficou sendo minha avó, já que é mãe de minha mãe. Assim, acabei sendo avô de mim mesmo.Portanto, Sr. Delegado, antes que a coisa se complicasse mais, resolvi desertar deste mundo.
Perdão, Sr. Delegado.”
Da seção “O impossível acontece”, da revista “O Cruzeiro”.


9. No trecho:
“Deixei esta vida porque, um dia mais que eu vivesse, acabaria morrendo louco”
Sobre o verbo em destaque, podemos afirmar corretamente que:
a) Trata-se de um verbo que indica fenômeno da natureza

b) Encontra-se na forma de gerúndio.c) Indica um fato incerto, ou seja, uma hipótese.

d) Apresenta a forma de infinitivo.

e) indica um fato certo, logo está no modo indicativo.


10. No trecho:Não CULPE ninguém pela minha morte
Levando em consideração o verbo em destaque, a frase transmite a noção de:
a) uma ordem

b) um pedido

c) uma acusação

d) uma alegação

e) um autorização  


11. No trecho:
“Deixei esta vida porque, um dia mais que eu vivesse, acabaria morrendo louco.”A locução verbal em destaque pode ser substituída por qual forma simples, sem alterar o sentido do texto:
a) morresse

b) morrac) morreu

d) morri

e) morreria


12. Sobre o fragmento abaixo, podemos afirmar que
“Resultou daí que minha mulher tornou-se sogra de meu pai.”
a) Apresenta três verbos.

b) A palavra “daí” é um verbo.

c) A forma verbal “Resultou” encontra-se na 3ª pessoa do plural.

d) A forma verbal “tornou-se” não se refere a ninguém nesse trecho.

e) As formas “resultou” e “tornou-se” encontram na 3ª pessoa do singular, modo indicativo, tempo pretérito. 


13. A forma verbal em destaque encontra-se no tempo:
“minha filha TROUXE  ao mundo um menino”


a) Presente

b) Pretérito mais-que-perfeito

c) Pretérito perfeito

d) Pretérito imperfeito

e) Futuro 
14. No trecho:”resolvi desertar deste mundo”
Levando em consideração o contexto do texto, O VERBO em destaque significa:
a) abandonar

b) brincar

c) comer

d) viver

e) sonhar 

MAIS ATIVIDADES

Publicado en Aula de língua Portuguesa 7ºano, Aula de língua Portuguesa 8ºano, AULA DE PORTUGUÊS

Descrição objetiva e subjetiva

Exemplo de descrição de paisagem:

A PAISAGEM

Há algum tempo atrás passei por uma paisagem muito bonita, que me ficou na memória… lembro-me desse dia, como, se fosse hoje.

Na paisagem, em primeiro plano podia-se observar uma cabana rústica, feita de madeira, com um aspeto de ser bastante antiga. Uns metros mais atrás da cabana, à esquerda, havia duas árvores, uma mais alta que outra, mas as duas de tom verde-escuro.

Na paisagem existiam bastantes colinas verdes, que subiam e desciam vezes sem conta.

Em segundo plano, havia uma bela e grande igreja branca com uns belos azulejos azuis limpos e brilhantes, e bem perto da igreja existiam ainda umas grandes árvores, de tom verde-claro.

Ao fundo da paisagem, por cima de tudo e de todos, umas grandes e belíssimas montanhas…

Esta foi uma paisagem muito bela que me ficou na memória.            

Paisagem


– Não imaginas a paisagem lindíssima que vi no fim-de-semana! Era uma paisagem colorida, cheia de verde à volta, devias ter visto! Ouvia-se os pássaros a cantar, melodias tão bonitas… Viam-se várias árvores, montanhas e casas, cada casa tinha uma beleza única! Também havia uma igreja ao fundo de tudo, estava rodeada com árvores e natureza, o que a tornava mais bela do que já era! Se tivesses lá, ias adorar! Para além dos pássaros, ouviam-se os sinos da igreja e o vento… Mais atrás da igreja, viam-se campos agrícolas e pastores a pastar o seu gado! Era tudo tão bonito. Espero voltar lá mais vezes! A uns metros, à frente da igreja estava uma cabana, que parecia abandonada. A cabana era castanha e pequena. À esquerda da cabana não havia árvores, só se via relva, um pouco seca. Mas era tudo tão lindo, que é impossível esquecer! Espero que um dia vás lá!

Dinâmica- desenhe a paisagem ao ouví-la

Agrupamento de Escolas Visconde de Juromenha - ppt carregar
Redação Descritiva Texto Descritivo De Uma Pessoa Exemplo – Novo Exemplo

Além, muito além daquela serra, que ainda azula no horizonte, nasceu Iracema.
Iracema, a virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais negros que a asa da graúna, e mais longos que seu talhe de palmeira.
O favo da jati não era doce como seu sorriso; nem a baunilha recendia no bosque como seu hálito perfumado.
Mais rápida que a corça selvagem, a morena virgem corria o sertão e as matas do Ipu, onde campeava sua guerreira tribo, da grande nação tabajara. O pé grácil e nu, mal roçando, alisava apenas a verde pelúcia que vestia a terra com as primeiras águas. (trecho da obra Iracema de José de Alencar)

Publicado en AULA DE INGLÊS- TEACHER SILVANA, Aula de língua Portuguesa 7ºano, Aula de língua Portuguesa 8ºano, AULA DE PORTUGUÊS

Charlie Brown e a turma do Snoopy. Vida escolar!!

Reflexão: